Líder político de Ponta do Mel deixa o DEM e inicia novo projeto político no governismo

MANEZINHO DO MEL A oposição ao atual sistema governista, em Areia Branca, sofreu mais um baque violento que fragiliza o grupo que pretende soerguer o projeto político adormecido há 15 anos, de retornar à prefeitura. Ontem, 17, um dos símbolos do partido Democratas (DEM) local, o ex-vereador Manoel Joaquim dos Santos, “Manezinho do Mel”, assinou a ficha de filiação do PP, durante a convenção realizada na Câmara Municipal.

O desembarque do ex-vereador no partido governista foi resultado de um trabalho de articulação do prefeito “Souza”, que já contava com o apoio do representante político da comunidade de Ponta do Mel, onde exerce uma sólida liderança política. O ex-vereador trouxe na bagagem um grupo de correligionários e amigos disposto a colaborar com a política de expansão dos horizontes do partido, visando seu fortalecimento para 2012.

“Manezinho do Mel” inicia nova caminhada sem os antigos aliados políticos (Foto: Ribamar Dantas)

“Manezinho do Mel” foi vereador por quatro legislaturas. Em sua trajetória política, sempre tendo Ponta do Mel como ponto de partida, ele teve frustrada a tentativa de ser vice-prefeito em 1996, na chapa encabeçada pelo então candidato a prefeito Expedito Gomes Leonez (DEM). Naquele ano, ele era cotado para a reeleição como um dos mais votados, no entanto preferiu aceitar o convite para ser candidato a vice-prefeito. Mas não chegou a participar da campanha até o final, pois teve a candidatura impugnada pela Justiça Eleitoral, por não ter se afastado do cargo que ocupava na prefeitura em tempo hábil.

Líder político com serviços prestados junto a comunidade de Ponta do Mel, a maior localidade rural do município e também o maior colégio eleitoral, com mais de 1.200 eleitores, o vereador “Manezinho do Mel” também tropeçou nas urnas em 2008.

Apesar de ter aparecido entre os primeiros colocados em todas as pesquisas de intenção de votos realizadas no município em 2008, ele participou de uma campanha desastrosa patrocinada pelo ex-candidato a prefeito Mauro Gusmão Rebouças (PRB). Com a impugnação do registro de candidatura a vereador do ex-prefeito Expedito Gomes Leonez (DEM), o grupamento ficou sem um dos principais puxadores de votos, que juntamente com “Manezinho do Mel” asseguraria uma vaga no Legislativo. E as projeções apontavam que essa cadeira pertenceria ao representante de Ponta do Mel.

A impugnação de Expedito Leonez piorou muito a situação do vereador “Manezinho do Mel”, que sozinho teria de obter em torno de 1.500 votos e aguardar a totalização dos votos dos demais candidatos da coligação para poder sonhar com a possibilidade de reeleição, já que, pelo quociente eleitoral, para ser eleito vereador nas eleições daquele ano em Areia Branca, o candidato precisaria no mínimo de 1.700 votos. “Manezinho do Mel” teve quase 800 votos.

Na última eleição para vereador que disputou com sucesso, em 2004, “Manezinho do Mel” foi o mais votado, com 1.100 votos. Em 2012, com os ânimos revigorados e filiado em novo partido, o ex-vereador já é apontado como um forte candidato a uma das 11 vagas no Legislativo.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *