Indústria da Pesca e Instituto Chico Mendes discutem desenvolvimento do setor

Jorge Bastos, Gabriel Calzavara de Araújo e Pedro do Atum discutiram pontos importantes sobre a pesca

Os representantes de empresas e profissionais do setor de pesca e de órgãos ambientais estiveram reunidos, na terça-feira, 5, no auditório do Joaquim Victor de Holanda, na Casa da Indústria, em Natal. O encontro retomou o diálogo sobre o desenvolvimento sustentável da atividade pesqueira no Rio Grane do Norte.

Na ocasião, técnicos e gestores do Instituto Chico Mendes de Conservação e Biodiversidade (ICMBio) destacaram a necessidade de haver, antes das ações de fiscalização, a divulgação de informações sobre as leis, decretos e demais normas que regulamentam a atividade.

O Diretor do Sistema Fiern, Jorge Bastos, destacou a importância de encontros como o de terça-feira para firmar uma aproximação entre as instituições e as entidades que representam os empresários que atuam na cadeia produtiva da pesca.

O presidente do Sindicato da Indústria Sindicato da Indústria de Pesca do Rio Grande do Norte (Sindipesca), Gabriel Calzavara de Araújo, afirmou que o setor deve ser acompanhado com atenção pelas autoridades e pela sociedade, uma vez que tem relevância econômica, social e estratégica para o país. Ele lembrou que a atividade de barcos pesqueiros ajudam na ocupação de áreas oceânica pelo país.

Gabriel Calvazara destacou também que um barco pesqueiro envolve 12 atividades econômicas, o que mostra o potencial econômico da atividade.

De Areia Branca, um dos maiores produtores de atum da região, participaram a prefeita Iraneide Rebouças (PSD), e o presidente da Associação dos Proprietários de Barcos de Pesca do Rio Grande do Norte (Aspern), Pedro Gilson Dias de Araújo, o Pedro do Atum.

Prefeita de Areia Branca, Iraneide Rebouças (a terceira, pela ordem) participou das discussões

A prefeita Iraneide destacou a importância do encontro, onde foram avaliados todos os pontos relacionados a atividade e discutir as novas regras que estão sendo impostas pelo Governo Federal. “Nos colocamos à disposição dos armadores, dos pescadores para que possamos juntos encontrarmos a melhor maneira de defendermos o nosso pescado e essa nossa riqueza”, disse.

O encontro teve ainda, a participação do deputado estadual Souza Neto (PHS); da chefe da Unidade de Conservação da ICMBio, Rossana Evangelista; além de técnicos do órgão, prefeitos de municípios das regiões Oeste e Salineira; dirigentes de associações de pescadores e empresas do setor.

O encontro marcou também o início de um programa para levar informações sobre as regras para manejo do Arquipélago de São Pedro e São Paulo.

Fotos: Divulgação/Fiern

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *