Grupo terapêutico se reúne para compartilhar conhecimento, conquistas e dores da maternidade atípica

Profissionais de saúde e participantes do grupo durante reunião 

Já ouviu falar em mãe atípica ou maternidade atípica? É uma forma de identificar a mãe de um filho com desenvolvimento que foge do esperado, do típico, do padrão considerado normal.

Em Areia Branca essas mulheres se reúnem por meio do grupo terapêutico “Mães Atípicas”, onde compartilham conhecimento, conquistas e dores.

O encontro acontece uma vez, a cada mês, no Centro Especializado em Reabilitação (CER II) para discutir sobre diversos temas comuns as suas experiências diárias, desejando que a solidão que chega junto com a maternidade atípica encontre abrigo e companhia.

O grupo foi idealizado pela psicóloga, Joana Sampaio, com participação da fisioterapeuta Priscila Oliveira e da assistente social Dayane Cassiano.

Fotos: Assessoria de Comunicação – Prefeitura de Areia Branca

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *