Governo desapropria 159 casas da Vila da Alcanorte em Macau

Com a medida Fátima Bezerra atende famílias que ocupam os imóveis há 35 anos 

O Governo do Estado vai desapropriar e promover a regularização fundiária das casas habitadas por 159 famílias na Vila Industrial da Alcanorte, bairro Salinópolis, em Macau, distante 185 quilômetros de Natal. As famílias ocupam os imóveis há 35 anos e vivem em situação de vulnerabilidade social.

Para efetivar a desapropriação, a administração estadual realizou um amplo diagnóstico da situação e a Procuradoria Geral do Estado (PGE) elaborou o decreto que foi assinado pela governadora professora Fátima Bezerra (PT) nesta sexta-feira, 20, em ato na Vila Industrial.

Fátima Bezerra disse que o Governo criou uma comissão composta por representantes da Companhia Estadual de Habitação e Desenvolvimento Urbano (Cehab) e secretarias de Ação Social, Administração, Planejamento e PGE para destravar as pendências. “A comissão não era para enrolar vocês. Era para achar o caminho. O governo vai pagar R$ 3 milhões pelos imóveis e entregar a vocês”.

Ela acrescentou que o Estado tem o dever de atender as populações mais carentes. “Estamos cumprindo um direito após quase 40 anos de promessas não cumpridas. A fotografia deste momento mostra cidadania e respeito. Vocês lutaram, sofreram, mas nunca desistiram. Valeu o sonho, valeu a luta!” A vila é composta por cinco quadras denominadas A, B, C, D e E. A desapropriação será por interesse social nas quadras D e E, cujos moradores se tornarão proprietários legais.

Marialva de Oliveira, moradora há 31 anos, considerou a desapropriação “uma vitória importante porque nos dará tranquilidade, a posse da casa, e vamos deixar de pagar o aluguel mensal à massa falida da Companhia Nacional de Álcalis”.

O vereador Fagner Teodósio (PSDB), morador da Vila, mas que não será beneficiado com a desapropriação, disse que a luta de quase 40 anos foi reconhecida pelo Governo do Estado. “Quando procuramos a governadora Fátima Bezerra para resolvermos o problema da comunidade, senti nos olhos dela que teríamos uma solução. Ela nos disse: vocês não serão mais enganados. E hoje estamos aqui recebendo este benefício justo. Governadora, esse pessoal aqui nunca perdeu a esperança. Só temos a agradecer!”.

O deputado Francisco Medeiros (PT) lembrou a luta pela desapropriação e regularização demandou muitas iniciativas inclusive vários pronunciamentos e audiência pública na Assembleia Legislativa. “Hoje temos o resultado de uma grande e longa luta que chega a um bom final por determinação desta professora, a governadora Fátima Bezerra”.

O deputado Ubaldo Fernandes (PL) reconheceu o trabalho do Governo e o empenho da governadora. George Soares (PL), também deputado estadual, disse que “o atendimento do pleito é uma forma de fazer justiça a estas pessoas que tanto lutaram.”

Prefeito de Macau, o médico José Antônio de Menezes (DEM) lembrou que muitos moradores nasceram e têm filhos nascidos lá. “Com a desapropriação, a prefeitura poderá prestar serviços como urbanização e coleta de lixo. Antes não podia porque era área privada. Agora confirmo: a prefeitura vai realizar seus serviços públicos aqui.”

Também participaram da solenidade, os secretários Fernando Mineiro (Segri), Guilherme Saldanha (Agricultura), Socorro Batista (adjunta do Gabinete Civil); o procurador do Estado, Antônio Sales; o diretor administrativo da Cehab, Antônio Miguel, além de autoridades locais.

Fotos: Elisa Elsie

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *