Governador se reúne com a presidente Dilma Rousseff e apresenta pleitos prioritários do RN

Robinson levou pleitos do Estado à presidente Dilma (Foto: Divulgação)
O governador Robinson Faria (PSD) se reuniu com a presidente
Dilma Rousseff (PT), em Brasília, na tarde de ontem, 16. Na ocasião, apresentou
alguns pleitos considerados prioritários para o desenvolvimento socioeconômico e
enfrentamento da crise no Rio Grande do Norte. Também estavam presentes no
encontro, o deputado federal Fábio Faria (PSD), o ministro-chefe da Secretaria
de Governo, Ricardo Berzoini, e o ministro das Cidades, Gilberto Kassab.
Entre os assuntos da pauta, o governador tratou do Plano
Emergencial de Segurança Hídrica, orçado em R$ 336,191 milhões e que beneficiará
quase 2 milhões de pessoas. O plano inclui perfuração de 35 poços de alta vazão,
implantação de 309,02 km de adutoras de montagem rápida e aquisição de
equipamentos, entre outros pontos.
Ainda acerca da seca que assola o estado, o governador retomou
o pedido feito durante a inauguração de canal do eixo norte do projeto de
transposição do Rio São Francisco, na cidade de Cabrobó, em agosto último. “Eu
voltei a pedir a presidente que conclua o trecho de 6km que parte da Barragem de
Caiçara a São José de Piranhas, na Paraíba. Tão logo as águas cheguem ao São
José de Piranhas, elas perenizarão o Rio Piranhas-Açu, chegando ao RN, pela
cidade de Jardim de Piranhas”, explicou o governador. “A presidente demonstrou
boa votante para acelerar essa obra que amenizará bastante a situação do
estado”, afirmou Robinson.
Também foi solicitada à líder do Executivo nacional agilidade
na contratação da operação de crédito de R$ 850 milhões com o Banco do Brasil.
Os recursos serão utilizados para contrapartidas de importantes obras, como as
da barragem de oiticica, na melhoria da rede estadual de saúde, e na execução de
obras de saneamento, além da construção e restauração de rodovias. O governo tem
autorização da Assembleia Legislativa para o empréstimo desde 21 de janeiro de
2015.
Robinson ainda tratou da liberação dos recursos que garantirão
as obras de saneamento de Natal, que elevará a cobertura sanitária da cidade à
100% e é orçada em R$ 504 milhões , através do Programa de Aceleração do
Crescimento (PAC) 2. Até o momento, só foi liberada uma parcela referente a 5%
dos recursos. A liberação das emendas parlamentares da bancada do Rio Grande do
Norte incluídas no Orçamento Geral da União, cuja maior parte relaciona-se a
obras hídricas e de infraestrutura, também foi discutida. 
Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *