Governador ordena exoneração de cargos comissionados em todas as secretarias

As estrepolias do então candidato à reeleição na campanha eleitoral de outubro passado, governador Iberê Ferreira de Souza (PSB) só deu para os servidores em cargos de comissão no Governo do Estado. Derrotado nas urnas, Iberê (foto) está correndo contra o relógio para tentar colocar a casa em ordem para passar o cargo à sucessora Rosalba Ciarlini (DEM) em condições administráveis.

Com isso, o governador ordenou que fosse “passado o rodo” nas secretarias, exonerando os cargos comissionados. O grande vilão é a redução no repasse do Fundo de Participação dos Estados (FPE). A palavra de ordem é cortar gastos, manter somente as despesas de extrema necessidade.

O secretário estadual de Planejamento, Nelson Tavares, não sabe precisar o número exato de demissões, mas segundo ele existe um decreto administrativo da ex-governadora Wilma de Faria (PSB) que só permite a contratação de até 12 comissionados por secretaria.

Os cortes, segundo Nelson Tavares, estão sendo feitos nas funções de menor importância nos serviços prestados pela gestão estadual.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *