Filme Frei Damião – O Santo do Nordeste estreia nos cinemas; saiba tudo sobre o longa

Documentário de Deby Brennand reencena a vida do Frei Damião de Bozzano (Foto: Divulgação)

A Elo Company divulgou o cartaz e trailers oficiais do filme Frei Damião – O Santo do Nordeste e confirmou a estreia em algumas salas de cinemas no último dia 4 de novembro, um dia antes do aniversário de Frei Damião. O longa, que fez sua pré-estreia no Festival Cine PE 2019 como Hors Concours, foi produzido pela Fábrica Estúdios, com roteiro de Nadezhda Bezerra e direção da cineasta pernambucana, Deby Brennand.

O trailer do filme traz imagens de VHS da época de vida de Frei Damião, trechos em depoimentos de personagens que têm história de vida ligada com o capuchinho, personalidades e religiosos, além de um momento da parte do filme que reencena a realidade. Entre o elenco do longa, está o ator Andrade Junior (in memoriam), brasiliense que interpretou o Frei Damião já idoso, e, infelizmente faleceu em maio de 2019. Outro destaque é a atriz pernambucana, Nínive Caldas, que vive uma mulher grávida, precisando de ajuda para o parto, quando é surpreendida pela ajuda e presença de Frei Damião.

A arte do cartaz do longa Frei Damião – O Santo do Nordeste, intitulado Hors Concours, foi realizada pelo designer e artista plástico pernambucano Adriano Marcusso. Com referências ao sagrado, a gravação em linóleo buscou representar o imaginário folclórico em torno do frei capuchinho. Um detalhe curioso da obra é que o Frei Damião parece levitar. O fato de ele “andar sem pisar no chão” era um dos dons relatados por diversas pessoas que conviveram com o missionário. Trabalhada em madeira, a obra tem como elemento principal o próprio frei, mas traz também elementos como o sol, o chão seco do sertão, a chuva e as vilas.

As expectativas para a nova fase do filme são excelentes. “Estou muito contente, nosso filme vai finalmente chegar aos cinemas! E estamos chegando numa data super emblemática, que é a semana de aniversário do Frei Damião”, comentou Gerardo Lopes, produtor do filme. O documentário teve patrocínio do Café Santa Clara, da CHESF, do BNB, da Kicaldo, da Atiaia Energia e da Loja do Condomínio. A Elo Company assina a distribuição, que será lançada em capitais e cidades do interior do Nordeste, São Paulo e Manaus: Recife (PE), Caruaru (PE), Petrolina (PE), Afogados da Ingazeira (PE), Salvador (BA), Fortaleza (CE), Juazeiro do Norte (CE), João Pessoa (PB), Campina Grande (PB), Guarabira (PB) Natal (RN), Mossoró (RN), Arapiraca (AL), Maceió (AL) e Aracaju, além de São Paulo e Manaus (AM).

O objetivo do longa, através das imagens inéditas, entrevistas, depoimentos, testemunhos de milagres e reinterpretação de acontecimentos, é mostrar um ser humano que está acima da religião. Frei Damião ia além. O documentário não foca apenas nos seus adoradores, mas se preocupa em mostrar o legado do capuchinho também para aqueles que não o conhecem e desejam entender o significado dele para uma legião de fiéis.

Festivais

Além de ter sido exibido como Hors Concours no Cine PE, o filme Frei Damião – O Santo do Nordeste vem colecionando prêmios, menções e indicações. Foi super premiado no 14º Comunicurtas, festival de cinema promovido pela Universidade Estadual da Paraíba, em Campina Grande. O documentário levou os prêmios de Melhor Fotografia (Breno Cesar), Melhor Som (Pablo Lopes, Paulo Umbelino, Pedrinho Moreira e Moabe Filho) e Melhor Roteiro (Nadezhda Bezerra), dentro da Mostra de Longas-Metragens. O documentário foi ainda selecionado para a mostra competitiva do 14ª Fest Aruanda do Audiovisual Brasileiro, também da Paraíba. O longa também foi finalista na categoria melhor filme no festival Mirabile Dictu 2020 (Roma), um dos mais prestigiados festivais de cinema católico do mundo.

Sinopse

A vida do Frei Damião de Bozzano: sua juventude na Itália, sua participação na primeira guerra mundial, a atuação como missionário no Brasil desde os anos 30 até sua morte em 1997 e os relatos de milagres que o levaram a ser chamado popularmente de o “Santo do Nordeste”.

Elenco principal

Andrade Júnior – Frei Damião (80 anos)
Carlos Eduardo Ferraz – Frei Damião (25 anos)
Nicolas Baldini – Frei Damião (criança)
Albert Tenório – compadre
Nivaldo Feliciano – caçador de passarinhos
Artur Canavarro – Cícero Silva
Nínive Caldas – mulher grávida
Jacira Gonçalves – Dona Anita

Participações especiais

Frei Gianfranco Lazzari
Rafaelle Savigni
Frei Antônio Landi
Frei Natale Cocci
Dom Severino Batista de França
Frei Jociel Gomes
Renê Guida da Silva
João Moreno
Padre Evilásio Medeiros
Manoel Antônio Dias
Marieta Dias de Freitas
Padre Rinaldo Pereira
Antônio Neto
Irmã Maria de Lourdes
Francisco de Queiroz
Teresa de Queiroz
Frei Leandro Santos
Monsenhor José Nicodemos
Aerton Alexander
Rosa Maria Telles
Maria Grazia Ricci
Maria Pia Angeli
Filomena Angeli
Sandra Maria da Silva
Damião da Silva
Frei Mauro Costa
Frei Franklin Diniz
Raimundo Fagner
Frei José Nunes
Padre Antônio Maria
Doutor Blancard Torres
Cícero Silva

Ficha técnica

Direção – Deby Brennand
Consultoria de Conteúdo – Frei Jociel Gomes
Roteiro – Nadezhda Bezerra
Produção – Gerardo Lopes e Pablo Lopes
Distribuidora – Elo Company
Produção Associada – Fátima Cartaxo e Otacílio Cartaxo (in memoriam)
Produção Executiva – Gerardo Lopes, Jairo Chaves e Pablo Lopes
Direção de Produção – Mariana Jacob
Direção de Fotografia – Breno César
Edição de Som e Mixagem – Paulo Umbelino e Pablo Lopes
Montagem – Rodrigo Guilherme
Direção de Arte – Denis Netto
Trilha Sonora Original – Piero Bianchi
Figurinista – Babi Jàcome
Técnico de som – Pedrinho Moreira, Moabe Filho
Consultor de conteúdo – Frei Jociel Gomes
Cenógrafo – Mônica Pantoja
Câmera – Breno César, Carlinhos Albuquerque, Jão Vicente, Rafael Reines
Color Grading – Vinicius Andrade

Sobre Deby Brennand – Diretora

A diretora pernambucana Deby Brennand (foto) iniciou a carreira cinematográfica ainda como estudante, em 1998. Dirigiu programas de TV, curtas-metragens como “Duas Luas” e o documentário “Danado de Bom” (2016), sobre o músico pernambucano João Silva, parceiro de Luiz Gonzaga. Seu segundo longa é o filme “Frei Damião – O santo do Nordeste”.

Sobre a Fábrica Estúdios – Produtora

Com vinte anos de mercado, a Fábrica Estúdios, responsável pelo longa Frei Damião – O Santo do Nordeste, começou como um estúdio de música, passando a ser uma produtora audiovisual em 2008. A empresa já produziu dezenas de DVDs, videoclipes, making ofs de gravações, especiais para TV, séries de documentários e programas de TV exibidos em canais como Globo Nordeste, Arte 1, Canal Brasil e TV Pernambuco. A produtora também tem histórico em transmissões ao vivo para TV e internet de eventos tão variados quanto shows, leilões, eventos corporativos e até jogos da Copa das Confederações. Além de uma rica história intimamente ligada ao cinema pernambucano e nacional, com diversas co-produções, gravações de trilhas sonoras, edição e mixagem de filmes emblemáticos e premiados. A Fábrica, que tem sede no bairro da Várzea, na Zona Oeste do Recife, é uma fornecedora de soluções completas em audiovisual, desde a concepção do projeto até a grande estreia nos cinemas ou na TV.

Sobre a Elo Company – Distribuidora

A Elo Company desenvolve e produz conteúdo de qualidade, histórias únicas e poderosas voltadas para o mercado global. Com atuação no mercado audiovisual internacional desde 2005, dedicou-se à comercialização de mais de 500 filmes e séries brasileiras. Desde 2017 ampliou seu escopo para o desenvolvimento e produção. Em 2019, desenvolveu e produziu o reality show Desafio Impossível em coprodução com a NatGeo; a docussérie Brasil de Imigrantes para o History Channel; e o programa de variedade Trace Trends sobre diversidade e cultura afro urbana, da rede multimídia francesa Trace, veiculado nos canais Rede TV e Trace Brazuca. Em 2020 estreou o documentário A Verdade da Mentira em plataformas de VOD e no History Channel, e desenvolveu uma série documental para o Discovery Channel. Atualmente desenvolve um longa-metragem de ficção com a Warner Bros., outro com a Sony e um terceiro com Telecine, 2 longas-metragens autorais para festivais internacionais e 2 séries ficcionais.

CURIOSIDADES

FAGNER

Um dos devotos que dá um testemunho de fé no filme Frei Damião – O Santo do Nordeste é o cantor e compositor cearense Fagner. Com o seu histórico de devoção ao capuchinho, tendo feito até show por beatificação de Frei Damião, em 2012, o cantor dá um depoimento sobre a personalidade do frade no documentário.

OTACÍLIO CARTAXO E MACHADO BITTENCOURT – IMAGENS

As imagens cedidas para o filme Frei Damião – O Santo do Nordeste pelos cineastas paraibanos Otacílio Cartaxo e Machado Bitencourt aconteceu de forma bastante especial. A viúva de Otacílio, Fátima Cartaxo, em um grupo de oração, teve contato com a avó da diretora do documentário, Deby Brennand, e disse que o Frei Damião apareceu em sonho para o seu marido pedindo para que o filme fosse terminado. Feitas nos anos 60, as imagens inéditas enriquecem a cronologia do longa.

MILAGRE DO PARTO

A aparição da atriz pernambucana Nínive Caldas no filme Frei Damião – O Santo do Nordeste remonta a um dos milagres do capuchinho que envolve sua sensitividade. O missionário estava numa estrada da zona rural pernambucana quando sentiu que iria ser abordado por pessoas que estariam necessitando de sua ajuda. Depois de algum tempo, apareceram dois homens pedindo ajuda para um parto. Segundo o frei, foi realizado pelas mãos de Maria, a mãe de Jesus. Um milagre mesmo!

MILAGRE DA CHUVA

Um dos relatos recorrentes de milagres do Frei Damião são relacionados com fenômenos naturais, como a chuva. No filme Frei Damião – O Santo do Nordeste, diversas pessoas relatam, em diferentes lugares do Nordeste, que o Frei Damião sempre trazia a chuva. Muitos dos lugares que ele visitava em suas Santas Missões sofriam com a seca.

CONVENTO SÃO FÉLIX NO PINA – IMAGENS VHS

A ideia do filme Frei Damião – O Santo do Nordeste surgiu como uma consequência da série Caçadores de Milagres, que a Fábrica Estúdios, produtora do longa, estava desenvolvendo em 2016. Um episódio da produção audiovisual contava a história de um milagre do frei capuchinho. Quando os produtores foram até o Convento de São Félix, uma das bases capuchinhas no Recife, descobriram e digitalizaram um material enorme de filmes em VHS inéditos sobre o frade, entre os anos 70 e 90. Pela qualidade, ineditismo e significação das imagens, o longa nasceu.

1a GUERRA MUNDIAL

O longa Frei Damião – O Santo do Nordeste remonta diversas fases da vida do frei capuchinho. Um fato curioso é que o Frei Damião lutou na 1o Guerra Mundial, pela Itália, pois até 1929 os sacerdotes da Igreja Católica eram obrigados a prestar serviços militares no país. O documentário mostra uma foto dele no combate, na província de Zara, em 1917. Esse episódio marcou bastante a vida do missionário, deixando traumas nele: o frade costumava entrar em pânico quando ouvia o barulho de bombas e fogos de artifício.

ARTE DO CARTAZ

A arte do cartaz do longa Frei Damião – O Santo do Nordeste foi realizada pelo designer e artista plástico Adriano Marcusso. Com referências ao sagrado, a gravação em linóleo buscou representar o imaginário folclórico em torno do frei capuchinho. Um detalhe curioso da obra é
que o Frei Damião parece levitar. O fato de ele “andar sem pisar no chão” era um dos dons relatados por diversas pessoas que conviveram com o missionário.

GRAVATÁ (PE)

O longa Frei Damião – O Santo do Nordeste detalha o local da primeira Santa Missão que o frei capuchinho realizou no Brasil. Foi em Gravatá, no Agreste pernambucano, na Capela de São Miguel. O religioso passou cerca de uma semana no local. Além de Gravatá, o longa revisita outras cidades de Pernambuco e os estados de Rio Grande do Norte e Paraíba, que, na pesquisa de pré-produção do filme, foram apontados como pontos em que o religioso marcou diversos fiéis com sua devoção e sensibilidade.

ITÁLIA

Nascido em Bozzano, na região de Lucca/Itália, Pio Gianotti desde cedo mostrou ter uma relação muito íntima com Deus. A produção do filme foi até a Itália e gravou entrevistas com historiadores, religiosos e familiares que revelaram muitas curiosidades sobre a infância e o início da vida religiosa do Frei Damião.

INTERPRETANDO O FREI DAMIÃO

O longa Frei Damião – O Santo do Nordeste optou por reencenar alguns momentos da vida do Frei Damião, desde sua infância na Itália até sua velhice no Brasil. Quatro atores foram selecionados para representá-lo: Nicolas Baldini, ator mirim que encarnou um Pio Gianotti ainda criança; Jefferson Victor, que interpreta o frade recebendo seu hábito; Carlos Eduardo Ferraz, que encarna o Frei Damião em sua ordenação como padre e recebendo a convocação para servir na primeira guerra mundial; e o brasiliense Andrade Junior, que interpreta o Frei Damião já com mais de 80 anos e vivendo no nordeste brasileiro.

Print Friendly, PDF & Email

One thought on “Filme Frei Damião – O Santo do Nordeste estreia nos cinemas; saiba tudo sobre o longa

  • 20 de novembro de 2021 em 22:11
    Permalink

    Conheci seu Pedro Torres e
    Dona Boa Torres eles assistiram
    A primeira missa de Frei Damião
    Ele passou vários dias não foi
    Menos de uma semana não

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *