Filho de empresário mossoroense está livre depois de mais de um mês de cativeiro

3x66W32X883rA5iza8lXPopó Porcino está livre, depois de 37 dias de cativeiro

O filho do empresário Porcino Júnior, Porcino Fernandes da Costa Segundo, conhecido como Popó Porcino, está livre. O jovem de 19 anos, sequestrado no dia 16 de junho após vaquejada no município de Ceará-Mirim, foi resgatado por policiais civis da Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado (Deicor) na praia de Pitangui. 

Informações preliminares dão conta de que a Polícia Civil teria descoberto o local do cativeiro e armado a liberação do jovem. Durante a aproximação dos policiais, os criminosos teriam atirado contra os agentes, que responderam. Durante a troca de tiros um do bandido foi morto. Nenhum dos policiais foi baleado e Popó Porcino também não sofreu ferimentos.

A família de Popó Porcino divulgou uma nota na tarde de hoje, agradecendo o apoio que recebeu de amigos e anônimos nos dias em que o jovem estava em cativeiro. O texto é assinado pelos pais, Porcino Junior e Monalisa Sales, em nome de toda a família.

Popó Porcino foi libertado nesta terça-feira em Pitangui, em uma ação da polícia que resultou na prisão dos sequestradores. O jovem empresário tem 19 anos e estava desaparecido desde a madrugada do dia 17 de junho, quando foi levado pelos bandidos em Ceará-Mirim.

Leia na íntegra:

99351Família Porcino agradece, em nota, manifestação das pessoas

Foram 37 dias de muito sofrimento e tristeza para todos nós.  Cada dia se tornava mais longo que o outro, pela angústia da espera, além da incerteza de reencontrar o nosso querido Popó.

Durante todo esse tempo recebemos muitas manifestações dos amigos e de um grande número de pessoas, que nos trouxeram conforto e ânimo, nos momentos mais difíceis. Temos muito a agradecer, por tudo e a todos.

Agradecer, primeiramente, a Deus pelos ensinamentos e pelas bênçãos recebidas. A nossa fé foi testada e o aprendizado de todo esse sofrimento não foi em vão.

Agradecer a tantas pessoas generosos e de espírito fraterno que com o seu apoio aliviaram nossa dor, fortalecendo a esperança, sempre presente no meu coração de mãe.

Das manifestações recebidas, muitas vieram de pessoas que nem conhecemos, mas mesmo anônimas e distantes fisicamente, elas se transformaram em novos amigos, fazendo parte da grande rede de solidariedade, construída espontaneamente para nos ajudar.

Por tudo isso, nossa mais sincera gratidão aos amigos conhecidos e a todos aqueles que se fizeram amigos nas correntes de orações, na web, através das redes sociais, nos pequenos e grandes gestos e, até mesmo no silêncio, em respeito a nossa dor.

Para retribuir tanto carinho e generosidade, pedimos a Deus muitas bênçãos para todos que compartilharam conosco desta provação. Nosso eterno agradecimento, a cada um.

Porcino Junior e Monalisa Sales, em nome de toda a família de Popó.

* Fonte: Tribuna do Norte

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *