Escolas de samba de Natal fazem desfile no feriado de Tiradentes nas Rocas

Desfile de escolas de samba em Natal (Foto: Arquivo/Canindé Soares)

Manter a tradição carnavalesca é um dos objetivos das escolas de samba de Natal, que vão fazer um desfile na próxima quinta-feira, 21, feriado de Tiradentes, no bairro das Rocas, na Zona Leste de Natal.

O evento, que não contará como competição, é promovido pela Liga Independente das Escolas de Samba da capital potiguar, de forma gratuita, na Rua Pereira Simões – a principal via do bairro – a partir das 19h.

Ao todo, os preparativos envolvem mais de 300 pessoas, que fazem parte das seis escolas de samba participantes. Como não há disputa por prêmio, as escolas vão reciclar as fantasias e alegorias utilizadas nos anos anteriores.

“O objetivo é manter a tradição das nossas escolas. Será uma realização mais nossa, para não deixar apagar a tradição”, afirmou Larissa Lira, presidente da Liga Independente das Escolas de Samba.

Os desfiles foram suspensos desde o início da pandemia e também não aconteceram durante o período de carnaval de 2022, por causa das medidas de restrição para evitar o contágio da Covid-19.

Com a diminuição dos casos de contágio e mortes pela doença, as escolas voltaram a marcar um desfile. O período escolhido coincide com os tradicionais desfiles das escolas de samba paulistas e cariocas que foram adiados para este mês de abril.

Devem participar da apresentação em Natal as escolas Malandros do Samba, Balanço do Morro, Acadêmicos do Morro, Imperatriz Alecrinense, Batuque Ancestral, e Em Cima da Hora.

O desfile de cada escola deve durar aproximadamente meia hora.

“Desde o início da pandemia a gente incentivou que as escolas se mantivessem vivas, com lançamento de samba, de enredo, fizessem camisetas, para mostrar que existem. Se a gente fechasse de vez, o retorno seria impossível”, diz a presidente da liga.

De acordo com ela, a proposta deu certo e pela primeira vez as escolas de samba de Natal conseguiram gravar seus sambas-enredo em estúdio. “Estamos fazendo isso na marra. Sem patrocínio e apoios, mas com os amigos ajudando”, disse. (Com informações g1 RN).

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *