Escalada da violência contra as mulheres no Rio Grande do norte assusta: 28 já foram assassinadas somente este ano

11Violência contra a mulher potiguar aumenta assustadoramente (Foto: Reprodução)

Nas contas da Coordenadoria da Defesa dos Direitos da Mulher e das Minorias (Codimm) foram cometidos 28 homicídios contra mulheres em 2013, no Rio Grande do Norte. O número já supera os 27 assassinatos registrados pelas cinco Delegacias Especializadas na Defesa da Mulher (Deams) existentes no RN em todo o ano passado.

Como não atendem todos os municípios do Estado, as delegacias não possuem a contabilidade completa, conforme explica a coordenadora da Codimm, Erlândia Moreira Passos. Em 2013, por exemplo, as Deams contabilizam 14 homicídios até agora. As DPs especializadas ficam nas zonas Norte e Sul da capital, em Parnamirim, na região metropolitana, em Mossoró, na região Oeste, e em Caicó, no Seridó potiguar.

A coordenadora do Codimm acrescenta que a maioria dos assassinatos têm envolvimento do atual ou ex-companheiro. Para Erlândia Passos, apesar de ser um mecanismo importante no combate à violência contra a mulher, a Lei Maria da Penha muitas vezes não serve como prevenção. “Ainda há muito medo de se expor e denunciar o parceiro”, avalia. De acordo com a coordenadora do Codimm, o homem ainda existe um sentimento de posse em relação à mulher e coloca a companheira em uma posição de inferioridade.

Em 2013, as cinco Deams juntas contabilizaram 623 lesões corporais e 1.241 ameaças. A delegacia especializada da zona Sul  da capital potiguar, que atende as regiões Sul e Leste. Foram feitos 945 boletins de ocorrência. Entre os registros estão 231 denúncias de lesão corporal, 504 de ameaças e 14 estupros.

Enquanto a zona Sul, em Natal, possui o maior número de ocorrências no geral, em Mossoró se destaca a quantidade de estupros: 25 no total, o maior número de crimes desta natureza registrados nas Deams. Na DP da zona Norte foram dois, em Parnamirim mais três e um na cidade de Caicó.

Sobre o atendimento às mulheres, Erlândia Passos informa que o Codimm mantém o número 0800-281-2336 funcionando 24 horas para atender ocorrências em todo o estado. “Verificamos a procedência da denúncia e vamos até casa da vítima. Muitas vezes a denúncia parte do vizinho e familiar. Se comprovado, o caso é repassado para as autoridades responsáveis, como Justiça, Ministério Público e Polícia Civil”, afirma. (Com informações do G1 RN).

ESTATÍSTICAS – DE JANEIRO A AGOSTO DE 2013

 

DEAM NATAL – ZONA SUL

Boletins de Ocorrência

Lesão Corporal

Ameaça    

Estupros

945

231

504

14

DEAM NATAL – ZONA NORTE

Boletins de Ocorrência

Lesão Corporal   

Ameaça

Estupros

508

98

256

2

DEAM – PARNAMIRIM

Boletins de Ocorrência

Lesão Corporal

Ameaça

Estupros

492

167

245

3

DEAM – CAICÓ

Boletins de Ocorrência

Lesão Corporal

Ameaça

Estupros

151

23

67

1

DEAM – MOSSORÓ

Boletins de Ocorrência

Lesão Corporal

Ameaça

Estupros

258

104

169

25

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *