Eleição para a Câmara Municipal de Areia Branca foi aquém do esperado e surpreendeu eleitos e derrotados

“Gilsinho”, campeão de votos em 2008, desceu para a 14ª posição este ano 

Surpresas não faltaram na eleição para vereador, em Areia Branca. Embora a renovação na Câmara Municipal tenha sido abaixo do que projetava alguns observadores da cena política local, a votação obtida por parcela significativa dos postulantes ao cargo proporcional foi aquém do esperado.

Dos três vereadores que não foram reeleitos, a votação de Antônio Gilson de Sales, “Gilsinho” (PP), no pleito eleitoral do último domingo, chamou a atenção. Em 2008, “Gilsinho” teve 1.042 votos e ficou com o primeiro lugar entre os 9 eleitos. Este ano ele ficou nos 470 votos, 572 a menos que na campanha anterior. Com essa queda brutal, está fora da próxima legislatura.

Outro que sofreu queda expressiva na votação foi o vereador reeleito Dijalma da Silva Souza (PMDB), que em 2008 foi o segundo colocado com 1.018 votos. No pleito de domingo, ele teve 760 votos, 258 a menos. Situação parecida com a do vereador José Nazareno de Lemos (DEM), que foi reeleito com 502 votos. A votação obtida por Nazareno em 2008 foi 860 votos, portanto, teve uma perda de 358 votos.

Em ordem crescente, os vereadores João de Beguinho (PSD), Sandro Góis (PV) e Aldo Dantas (PMDB) foram reeleitos com votações superiores às obtidas em 2008. Na campanha passada, João de Beguinho teve 926 votos e nesta, 1.010 votos. Sandro Góis em 2008 teve 884 e domingo passado, 932 votos. Já o vereador Aldo Dantas pulou dos 871 votos em 2008 para 889 votos em 2012.

Em ordem decrescente, os vereadores “Gilsinho”, teve 1.042 votos em 2008 e agora obteve 470 votos; Francisco Lopes da Silva, “Chico Lopes” (PTB), 626 votos no pleito de 2008 e 446 no domingo; e Thales Araújo (PSDB), teve 444 em 2008 e este ano, 323 votos. Os três não se reelegeram.

Já o vereador Alderi Batista (PPS), cuja reeleição o próprio considerava difícil, mesmo perdendo votos neste pleito, em relação a 2008, conseguiu emplacar o sexto mandato consecutivo. Na eleição passada ele teve 582 votos e nesta, domingo, foi sufragado por 477 eleitores.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *