Duarte Júnior defende os taxistas de Areia Branca prejudicados com decisão da Prefeitura de Mossoró

0 Duarte e deputado Duarte Júnior (camisa vermelha) ao lado do deputado Souza e dos vereadores luta em defesa dos taxistas locais

Antes de ser eleito para exercer o mandato na Câmara Municipal de Areia Branca, o vereador Duarte Júnior (PR) trabalhava como taxista na linha Areia Branca a Mossoró. Conhecedor das dificuldades que enfrenta o pai de família que depende da atividade como meio de sobrevivência, ele se mostra preocupado com a situação da categoria, em virtude das recentes medidas adotadas pela Prefeitura de Mossoró, proibindo os taxistas intermunicipais de circularem e fazer ponto no Centro da cidade.

Segundo Duarte Júnior, Areia Branca possui mais de 80 taxistas, sendo que a maioria vive exclusivamente do que ganha com o transporte diário de passageiros. “Proibir esses taxistas de circularem pela cidade de Mossoró é o mesmo que decretar o fim da atividade para muitos deles. Os prejuízos são enormes”, afirma.

Na quinta-feira, 20, Duarte Júnior participou de uma reunião na Câmara Municipal, articulada pela Associação dos Taxistas de Areia Branca (Ataba). Os taxistas foram pedir o apoio dos vereadores e de deputado estadual Manoel Cunha Neto, “Souza” (PHS), que estava no encontro, para interferir junto ao prefeito de Mossoró, Francisco José Júnior (PSD), na tentativa de fazê-lo voltar atrás na sua decisão.

Duarte Júnior disse que vai lutar juntamente com o deputado Souza e os demais vereadores, em defesa dos taxistas areia-branquenses. E questiona o posicionamento do prefeito Francisco José Júnior, uma vez que a cidade de Mossoró recebe diariamente milhares de pessoas oriundas dos municípios da região e dos estados da Paraíba e do Ceará. “São centenas de taxistas intermunicipais que descarregam milhares de passageiros todos os dias no comércio, nos hospitais e nas clínicas particulares na vizinha cidade. Quer dizer, ao invés do prefeito estar afagando esses profissionais, que estão contribuindo com o fortalecimento do comércio e da economia daquela cidade, ele (o prefeito) adota uma medida perversa dessa, que limita a atividade e gera enormes prejuízos à categoria”, finaliza.

Foto: Assessoria/Deputado Souza

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *