Deputado Souza foi o grande derrotado nas eleições em Areia Branca

Souza com o irmão Toninho que disputou a prefeitura se sucesso (Foto: Arquivo pessoal)

Por Luciano Oliveira

O deputado estadual Souza Neto (PSB) foi o grande derrotado nas Eleições 2020 em Areia Branca. Pela segunda vez consecutiva ele não consegue eleger o irmão Toninho Souza (PSB) prefeito do município. Em 2016 perdeu a campanha com a prefeitura, que à época era comandada pela prefeita Lidiane Garcia, sua aliada da primeira hora.

No dia 15 passado, mais uma vez a prefeita reeleita, Iraneide Rebouças (PSDB), derrotou o deputado Souza e seu grupo político. Uma campanha dura, acirrada como tem sido todas as campanhas políticas realizadas no município nos últimos 30 anos.

Como em 2016, Souza impôs a candidatura do irmão a prefeito. Toninho é uma pessoa excelente, figura humana da melhor qualidade, mas não é político. Como dizia o saudoso “Chico Boquinha”: “para ser político é preciso ter cheiro de povo”. Mas mesmo contra a vontade de militantes e apoiadores, o deputado insistiu no projeto familiar e foi (de novo) reprovado pela maioria dos eleitores areia-branquenses.

O resultado das urnas deixa uma lição para o deputado Souza: não se ganha eleição com arrogância, nem imposição. Se quer reconquistar a prefeitura tem que mudar o jeito de fazer política. Os tempos mudaram e a mentalidade do eleitor também.

Na prática, Souza assumiu o controle da campanha, tudo girou em torno dele. Toninho era o candidato só no registro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). De fato, quem fazia esse papel (de candidato) era o irmão. Souza foi um “faz tudo” na campanha. Aliás, neste aspecto, tem que tirar o chapéu para ele: dentro do seu grupo ele é um líder, todos batem continência para ele. A primeira e a última palavra são dele.

 

Ao contrário de 2016, este ano o grupo do deputado estava forrado, financeiramente. Entrou na campanha para vencer. Mas tinha Iraneide Rebouças pela frente, que respaldada por uma gestão que superou obstáculos e conseguiu fazer Areia Branca avançar, mais uma vez barrou as pretensões do deputado.

Todos derrotados: candidato a prefeito Toninho, candidato a  vice-prefeito  João Paulo Borja e o deputado Souza  (Foto: Arquivo pessoal)

Souza não perdeu só a prefeitura, o estrago foi maior. Seu sobrinho, o vereador Francisco José de Souza Neto, “Netinho Cunha” (PSB), não concorreu à reeleição para ser, segundo o que circulou pela cidade, “um reserva de luxo” para uma eventual necessidade de troca de candidato a prefeito. Netinho tinha reeleição certa.

Outro prejuízo sofrido pelo grupo, foi a não reeleição do vereador Antônio Carlos de Souza (PC do B), que é primo de Souza. Essa surpreendeu muita gente, pois o candidato teve apenas 415 votos. Em 2016 ele foi reeleito para o segundo mandato com 841 votos.

Por tabela, Souza levou para o buraco o candidato a vice-prefeito João Paulo Borja (PV). Ele é o atual vice-prefeito do município, rompeu politicamente com a prefeita Iraneide Rebouças para compor a chapa da oposição. E se deu mal. Para quem já foi vereador e vice-prefeito, se quiser continuar na política a partir de janeiro de 2021 terá que começar do zero.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *