Debate antigo, nova audiência pública sobre a “Estrada da Castanha” não acrescentou nenhuma novidade

s mel 1Flagrante da mais recente reunião sobre o projeto: prefeito “Fabinho” (Serra do Mel), vereador Vandré Veras (presidente do Legislativo serrano), deputada Larissa Rosado e discursando o secretário de Agricultura de Areia Branca, Ari Félix (que representou a prefeita Luana Bruno no evento)  

O projeto de construção da chamada “Estrada da Castanha”, trecho Serra do Mel a Carnaubais, que beneficiaria outros municípios da região como Areia Branca e Porto do Mangue, é muito parecido com o da construção de uma ponte sobre o canal do rio Apodi-Mossoró ligando Areia Branca a Grossos: existem no papel há anos, mas na prática nada foi feito de concreto até agora.

Com relação a “Estrada da Castanha”, a discussão em torno do projeto marcha para uma década. Na sexta-feira, 29, na Câmara Municipal de Serra do Mel, houve mais uma audiência pública acerca do assunto. Prefeitos, vereadores e representantes políticos dos municípios envolvidos estiveram presentes.

Em termos de debate, nada foi acrescentado além daquilo que todos já sabem: a construção da estrada representa um grande benefício para a região. Todos voltaram a defender a execução do projeto. Discurso antigo e repetitivo.

Louvável o esforço dos prefeitos de Serra do Mel, Fábio Bezerra de Oliveira, “Fabinho” (PMDB); de Porto do Mangue, Francisco Gomes Batista, “Titico” (PMDB); de Areia Branca, Luana Bruno (PMDB); de Carnaubais, Luiz Gonzaga Cavalcante, “Luizinho” (PSB); dos deputados estaduais Gilson Moura e Larissa Rosado (PSB), além dos vereadores serranos, entre outros. Mas só o discurso não basta.s mel 2                         Alguns dos representantes políticos da região presentes na audiência pública

Quem pode resolver a questão não esteve presente nem enviou representante. O Governo do Estado e a Petrobras assumiram publicamente o compromisso de construir a estrada. A governadora Rosalba Ciarlini (DEM) em duas oportunidades chegou a anunciar a data de início das obras. Só promessas.

Já que no próximo ano tem eleições em todos os níveis, os eleitores dessas cidades que se beneficiariam com a construção da “Estrada da Castanha” se preparam para a avalanche de discursos em defesa da obra. Tem sido assim em todas as campanhas eleitorais nos últimos anos.  

Fotos: Erivan Silva

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *