Chuva forte volta a atingir bairros do Rio; pelo menos três pessoas morreram no temporal

Chuva forte no Rio de Janeiro arrasta carros e inunda casas; as ruas viraram rios (Foto: Reprodução/G1)

A cidade do Rio de Janeiro (RJ) voltou a ter registro de chuva morte na manhã desta terça-feira, 9. De acordo com o Alerta Rio, houve registro de chuva de intensidade muito forte na Barra/Barrinha e de intensidade forte na região do Vidigal, Rocinha e Jardim Botânico, na Zona Sul, assim como na Grota Funda e no Recreio, na Zona Oeste.

Os núcleos de chuva, que começaram a atuar na Zona Oeste, se deslocaram para a Zona Sul do Rio, que agora deve registrar os maiores volumes. Chove também com intensidade moderada em outros bairros. A previsão é de chuva moderada a forte na próxima hora.

Além da chuva, houve registro de rajada de vento moderado na estação Marambaia (43,2 km/h), de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Pelo menos três pessoas morreram no temporal que caiu no Rio entre a noite de segunda, 8, e a madrugada desta terça-feira. Dentre as mortes, duas aconteceram em um deslizamento de terra no Morro da Babilônia, no Leme, na Zona Sul, envolvendo as irmãs Doralice e Gerlaine do Nascimento, de 55 e 53 anos, respectivamente. Elas eram vizinhas. Uma terceira pessoa, um homem, está desaparecida na região.

A chuva que atingiu o Rio começou a cair no início da noite de segunda. Logo depois, às 18h35, a cidade entrou em estágio de atenção e às 20h55 em estágio de crise, o terceiro em uma escala de três níveis. As áreas mais atingidas ficam na Zona Sul e no entorno do Maciço da Tijuca, que abrange bairros das zonas Norte e Oeste.

O temporal que atingiu a cidade provocou o fechamento de três importantes vias da cidade por conta de alagamentos e quedas de árvores: a Avenida Niemeyer, em São Conrado, o Alto da Boa Vista e a Autoestrada Grajaú-Jacarepaguá. A recomendação da Prefeitura do Rio é que, quem puder, evite sair nas ruas. Caso seja imprescindível, use o transporte público. (Com informações O Dia).

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *