Centenária festa de Nossa Senhora dos Navegantes movimenta a região da Costa Branca

FESTA DE NOSSA SENHORA DOS NAVEGANTESPadroeira dos marítimos é homenageada durante 11 dias de festividades (Foto: Reprodução)

Até o próximo dia 16, Areia Branca vivencia os festejos em homenagem a Nossa Senhora dos Navegantes, padroeira dos marítimos. Com mais de um século de tradição, a festa se consolida como o maior evento sócio-religioso do município e uma das mais tradicionais do interior do Rio Grande do Norte. 

A origem da Festa dos Navegantes em Areia Branca data de maio de 1911. Foi o resultado de uma promessa feita pelo maquinista Manuel Félix do Vale, que quase perdeu a vida e da sua tripulação ao tentar salvar de uma avaria em alto-mar a embarcação que levava para ser consertada no Recife (PE).

Os mais antigos contam que em maio de 1911 o conhecido rebocador “Sucesso”, do tráfego do porto local, viajou à capital pernambucana rebocado pelo vapor “Assu”, para ser consertado no estaleiro daquela capital.

Navegava assim, quando na altura do Cabo Santo Agostinho o cabo bastante longo que o prendia ao vapor enroscou em uma hélice em consequência do mar agitado.

00 Suposta imagem original foi encontrada numa capela, em Ponta do Mel_thumb[1]Suposta imagem original da santa, encontrada numa capela em Ponta do Mel (Foto: Cedida/Paróquia)

A situação ficou perigosa diante da certeza de que a embarcação avariada iria a pique caso o cabo não fosse retirado da hélice do vapor. Foi quando o maquinista, o areia-branquense Manoel Félix do Vale, católico fervoroso, membro de tradicional família local, se lançou na água com uma faca na mão, colocando em risco a própria vida. Numa manobra rápida e corajosa, ele conseguiu cortar o cabo enrolado na hélice, evitando assim, com esse gesto heroico, o naufrágio do rebocador.

Ao mergulhar, certo do perigo que enfrentava, o maquinista fez uma promessa a Nossa Senhora dos Navegantes: que se retonasse sã e salvo à bordo, traria para Areia Branca a imagem da santa e entronaria no altar da igreja e todos os anos, no dia 4 de julho, organizaria uma procissão marítima em homenagem à sua protetora.

A data da festa, porém, foi posteriormente mudada para 15 de agosto pelo bispo dom Antônio Cabral dos Santos, pelo fato de ser consagrada a Nossa Senhora.

Confira abaixo o dia a dia de toda a programação da festa em homenagem à padroeira dos marítimos.

0 Folder dos Navegantes capa   0k0 Folder dos Navegantes - Verso  0k0 Folder dos Navegantes - Frente  0kNa programação social nesta quinta-feria, 6, tem show da banda Onda MIx, às 21h30. E no dia 14, o Pagode Koisa Nossa será mais uma atração ao lado de Yuri  e Os Barões no show de Dorgival Dantas (evento pago).

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *