Cascalho de perfuração poderá ser usado na obra da estrada Serra do Mel a Carnaubais

estradaPetrobras estuda utilizar o material de forma piloto, nas obras da estrada

O diretor geral do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Rio Grande do Norte (Idema), Marcelo Toscano, recebeu na manhã desta terça-feira, 6, técnicos da Petrobras para apresentação de estudo sobre o uso de cascalho de perfuração, classe 2, não inerte, em obra de pavimentação. A ideia é usar o material de forma piloto na obra da estrada que liga Carnaubais a Serra do Mel (RN016/RN011).

Técnicos do Departamento de Estradas de Rodagem (DER/RN) participaram da reunião, pois o órgão é o responsável pelo projeto e implantação da obra.

A solicitação será formalizada e os técnicos do Idema irão analisar os estudos contratados pela Petrobras que mostram a viabilidade do uso. A solicitação é para utilização do cascalho de perfuração na terraplanagem, sub-base e base da estrada, ou seja, na preparação do terreno antes do asfaltamento. A utilização do cascalho só pode ser feita com aprovação do órgão ambiental.

A estrada que liga Carnaubais a Serra do Mel existe em piçarra. A obra prevê melhorias com a pavimentação asfáltica ao longo dos seus 37 quilômetros. A estrada possui importância para a economia da região, particularmente para o escoamento da produção de caju e castanha de Serra do Mel e das salinas.

O DER foi representado na reunião pelo diretor de Obras e Operação, Jonas Barbosa Júnior; Ismael Francisco da Costa, da Divisão de Conservação e Melhoramentos e Manoel Marques, da Divisão de Estudos e Projetos. Pela Petrobras participaram o gerente do Ativo de Produção do Alto do Rodrigues, Fernando Ribeiro; o gerente de Segurança, Meio Ambiente e Saúde, Jaime Barros Filho e José de Medeiros Leite, da Comunicação.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *