Câmara Municipal de Mossoró aprova Título de Persona Non Grata para sindicalista

Marleide Cunha, presidente do Sindiserpum (Foto: Reprodução)

A Câmara Municipal de Mossoró aprovou um Título de Persona Non Grata para a presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (Sindiserpum), Marleide Cunha.

A proposta apresentada pelo bloco governista tem como justificativa a série de ataques pessoais liderados por Marleide e outras pessoas ligadas à entidade que ela representa, contra vereadores, sendo que o estopim foi o vereador Gilberto Diógenes (PT) pretender afrontar a casa mais uma vez, apresentando uma proposta para os vereadores homenageassem Marleide Cunha.

Segundo se ouvia no plenário da Casa Legislativa, a reação não é retaliação política motivada pela greve ou pelo fato do Sindiserpum ter instalados outdoors atacando os vereadores. Trata-se de uma resposta aos ataques feitos por expoentes do sindicato a diversos vereadores, no plenário da Câmara e nas redes sociais. Em sua maioria, os vereadores declaravam indignação por serem agredidos diretamente por palavras de baixo calão.

O fato ocorreu durante a sessão em que os vereadores aprovaram a proposta de reajuste apresentada pelo Executivo, manifestantes ligados ao sindicato chamaram pejorativamente a vereadora Aline Couto (sem partido) de negra; o vereador Didi de Arnor (PRB) foi taxado de analfabeto. Contudo, o fato que mais chamou a atenção foi o assédio moral sofrido pela filha do vereador Tony Cabelos (PSD), uma criança de onze anos de idade e autista. Ela foi constrangida moralmente diante de colegas de escola por pessoas ligadas ao Sindserpum. Emocionado, o vereador Tony Cabelo chegou a chorar em plenário, lembrando o fato ocorrido com sua filha. Durante a sessão, se ouvia termos como canalha, vagabundo e desonesto.

Declarada Persona Non Grata, a sindicalista não poderá receber títulos ou honraria no âmbito da municipalidade e nem mesmo ocupar o plenário da casa ou participar de outras atividades realizadas pela Casa Legislativa. (Com informações Redenews360).

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *