Caern vai instalar 208 mil hidrômetros no Estado até 2014, sendo que 160 mil vão substituir os que estão parados ou danificados

Caern-Areia-Branca OK ESSAAreia Branca é uma das duas cidades onde a Caern já têm medição de 100% do consumo de água

Até o ano que vem, a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) vai corrigir um problema que persistia até pouco tempo na medição do consumo de água entre os usuários de Mossoró, a segunda maior cidade do Estado. Por causa da alta temperatura e da presença de minério calcário (aragonita) no líquido extraído de poços tubulares para abastecimento, a vida útil dos hidrômetros era curta, fazendo com que o índice de medição de consumo em Mossoró seja o mais baixo entre as cidades de maior porte: 50%.

Segundo o assessor comercial da Caern, José Dantas, para melhorar esse índice, Mossoró receberá 28 mil novos hidrômetros, dentro da programação da companhia para instalar ou substituir equipamentos em todo o Estado até 2014. Ao final do trabalho, a cidade do Oeste passará a ter índice de medição de consumo de água de 80%, próximo ao índice de Natal, que é de 86%.

Em todo o Estado, a Caern vai instalar 208 mil hidrômetros. Deste total, 160 mil são destinados à substituição de hidrômetros que estão parados, danificados ou com mais de oito anos de uso, sendo este o tempo útil médio do equipamento. O restante, 48 mil unidades, vai para novas instalações, especialmente nas sedes das regionais. No interior, duas cidades já têm medição de 100% do consumo de água – Areia Branca e Santana do Matos. (Com informações da Assessoria da Caern).

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *