Boatos sobre a suspensão de pagamentos do Bolsa Família geram tumultos em estados do Nordeste; governo emite nota desmentindo

2013Beneficiários do Bolsa Família lotaram agências de João Pessoa na tarde de ontem (Foto: Walter Paparazzo/G1)

Por meio de nota oficial divulgada na noite de ontem, 18, o Governo Federal desmentiu boatos sobre a suspensão de pagamentos do Bolsa Família, programa social de transferência de renda que beneficia 13,8 milhões de famílias em todo o país.

Informações sobre o fim do pagamento do benefício geraram tumultos em estados do Nordeste, como Alagoas, Paraíba e Maranhão. Nesses locais, beneficiários correram às lotéricas após o boato de que o rebecimento de valores só seria feito até ontem.

Em João Pessoa, beneficiários se dirigiram a agências bancárias após o boato, e a Polícia Militar terve que ser acionada. O Centro Integrado de Operações Policiais recebeu a informação de que todas as agências bancárias estavam sendo literalmente invadidas por beneficiários do Bolsa Família. Em Maceió e Arapiraca, no estado de Alagoas, houve tumulto e confusão em diversas lotéricas. No Maranhão, pelo menos nove máquinas de autoatendimento em agências da Caixa Econômica Federal (CEF) foram depredadas por conta de boatos de que o programa Bolsa Família seria finalizado.

Na nota oficial, o Ministério de Desenvolvimento Social (MDS), que administra o Bolsa Família, informou que o benefício será mantido por conta da estratégia da superação da miséria no Brasil. “É o maior e melhor focalizado programa de transferência de renda com condicionalidades do mundo e continuará cumprindo seu papel fundamental para a estratégia de superação da extrema pobreza no Brasil”.

A Caixa também divulgou nota afirmando que o calendário de pagamentos está mantido. “A Caixa Econômica Federal informa que o pagamento do programa Bolsa Família ocorre normalmente de acordo com calendário estipulado pelo governo federal. A Caixa esclarece ainda que não procede a informação de que hoje [sábado] seria o último dia para o pagamento do Bolsa Família”. (Com informações do G1, em Brasília).

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *