Árvore atacada pela praga do cupim não foi derrubada, operação teve que ser adiada

Em respeito aos webleitores o Blog corrige informação postada no domingo, 25, que deu como certa a derrubada da árvore secular da espécie albízia, localizada na rua Coroel Liberalino, praticamente na calçada em frente ao prédio da Biblioteca Pública Municipal José Justiniano Solon, para facilitar a montagem de tendas e outros equipamentos na área destinada à instalação da estrutura do projeto “Justiça na Praça”, que estará prestando atendimentos gratuitos à população na sexta-feira, 30.JUSTIÇA 5Árvore atacada pela praga do cupim fica em frente à Biblioteca Municipal

Os bombeiros tiveram muito trabalho para cortar parte dos galhos secos que estavam caindo sobre as residências e o prédio da Biblioteca Pública, sendo necessária a participação de técnicos da Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern) e da operadora de telefonia Oi, que desligarem as fiações que estavam entrelaçadas na árvore.

Mas a derrubada da árvore não ocorreu naquele dia conforme o anunciado, porque precisaria de maquinário pesado (trator) para retirar os troncos depois de cortados, o que não seria possível em razão das tendas já estarem montadas no local.

Esse procedimento será feito posteriormente, informaram fontes da Secretaria de Serviços Públicos e da organização do projeto.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *