Artesanato de Areia Branca é um dos destaques do espaço Sebrae na tradicional feira que acontece na festa da padroeira de Caicó

famuse-2 OKEspaço Cultural Maristela Diniz da Costa Cirne, onde acontece a feira de artesanato

Aberta ontem, 24, a 30ª Feira de Artesanato dos Municípios do Seridó (Famuse), no Complexo Turístico Ilha de Sant’Ana. Até domingo, 28, cerca de 500 artesãos potiguares e de outros estados do Nordeste estarão apresentando seus trabalhos nos estandes montados no Espaço Cultural Maristela Diniz da Costa Cirne, na própria Ilha, e conta com o apoio dos governos federal, estadual, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-RN), Serviço Social do Comércio (Sesc) e Banco do Brasil.

A Prefeitura de Areia Branca, por meio das gerências executivas de Turismo e de Eventos, viabilizou a participação da empreendedora Maria Socorro Santos, da praia de Ponta do Mel, em Areia Branca, “Neném do Mel”, como é mais conhecida a artesã, ganhou projeção no cenário do artesanato ao transformar o paneiro (espécie de fibra que recobre o cacho do coco) em peças artesanais, resultando em belas bolsas e acessórios femininos que têm excelente aceitação no mercado.

A artesã areia-branquense, que foi uma das vencedoras do Prêmio Sebrae Top 100 de Artesanato, edição 2012, está em Caicó juntamente com os gerentes Francisco Melo (Eventos) e Viviane Araújo (Turismo) mostrando o artesanato de Ponta do Mel num estande da Prefeitura de Areia Branca montado na feira de artesanato que acontece dentro das festividades de Santana, padroeira de Caicó.

NENÉM DO MEL MOSTRA SEU ARTESANATO EM CAICÓO artesanato de Areia Branca está expostos no espaço do Sebrae-RN na feira, destinado a grupos produtores de várias regiões apoiados pela instituição. A Famuse é uma das atrações da Festa de Sant’Ana, tradicional evento da padroeira da cidade.

De acordo com a gestora do projeto Setorial de Artesanato do Sebrae no Estado, Jupira Nunes, a proposta da instituição é destacar a diversidade da produção artesanal do Estado. Para integrar o espaço, foram escolhidos trabalhos de dez artesãos formalizados como Microempreendedor Individuail (MEI).

“Neném do Mel” mostra o seu artesanato na feira, em Caicó

São grupos que já passaram por diversas capacitações oferecidas pelo Sebrae e que agora entram na fase de acesso a mercados para ampliar o volume de negócios. “Como se trata de uma feira especifica de artesanato, não poderíamos deixar de apoiar a participação desses artesãos, viabilizando as vendas das peças confeccionadas”, diz Jupira.

No estande, o visitante poderá encontrar peças de artesanato em madeira (Florânia), cerâmica (Pau dos Ferros), arte em biscuit (Mossoró), bolsas e acessórios em paneiro de coqueiro (Ponta do Mel), arte em papel reciclado e crochê (Comunidade Samanaú, em Caicó), manualidades (Mossoró), arte religiosa (Natal), embalagens de papelão e tecido (Pau dos Ferros) e oratórios em papel reciclado (Natal). “Percebemos que essa linha religiosa tem sido uma das mais procuradas nesse evento, que faz parte de uma festa religiosa”.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *