Areia Branca: Projeto Cetáceos realiza capacitação sobre resgate de animais

Curso teve como objetivo habilitar colaboradores para atuarem no resgate de grandes cetáceos

O Projeto Cetáceos da Costa Branca, da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern), realizou na sexta-feira, 10, uma capacitação técnica sobre o Plano de Emergência para Atendimento a Grandes Cetáceos. O curso de extensão foi desenvolvido com equipes da Companhia Docas do Rio Grande do Norte (Codern), que administra e opera no Porto-Ilha e no porto de Areia Branca; a Capitania dos Portos do Rio Grande do Norte em Areia Branca; e a Guarda Civil Municipal da cidade.

O objetivo é formar colaboradores habilitados para atuarem no resgate de grandes cetáceos (baleias), assim como golfinhos, peixes-bois-marinhos tartarugas e aves.

“O encalhe desses animais, seja vivo ou morto, é uma operação muito complexa e, como estamos no período de migração das baleias para nossa região, buscamos ampliar as parcerias com as instituições e empresas das áreas litorâneas do Rio Grande do Norte para atuarmos em conjunto, aumentando as chances de sobrevivência desses animais quando encalharem vivos”, afirmou o professor Flávio Lima, coordenador geral do Projeto Cetáceos da Costa Branca, lotado no Departamento de Turismo da Uern em Natal e docente do Programa de Pós-Graduação em Ciências Naturais da Instituição.

Para a realização da atividade foram seguidas todas as normas de segurança e procedimentos para evitar o contágio da Covid-19.

O treinamento, divulgação e envolvimento socioambiental das comunidades do litoral são ações previstas no convênio firmado entre a Petrobras, Funcitern e Fundação Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Fuern) para a execução do projeto de pesquisa com monitoramento dos encalhes de biota marinha em praias do litoral potiguar – Rio Grande do Norte (PMP-BP).

O PMP-BP é uma iniciativa desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento federal conduzido pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) das atividades de produção e escoamento de petróleo e gás natural na Bacia Potiguar-RN.

Fotos: Uern/Reprodução 

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *