Areia Branca, Grossos e Tibau não terão Carnaval com estruturas de trios elétricos, “arrastões” e bandas de renome

PREFEITOS LUANA BRUNO E MAURICINHO REUNIDOS COM REPRESENTANTES DE AREIA BRANCA E GROSSOS

Reunião no gabinete da prefeita Luana Bruno, para definir apoio ao carnaval de rua (Foto/Reprodução: Jailton Rodrigues)

Acatando recomendação da Procuradoria Geral do Ministério Público junto ao Tribunal de Contas do Estado (TCE), os prefeitos de Areia Branca, Luana Bruno (PMDB); de Grossos, José Maurício Filho, “Mauricinho” (PMDB); e de Tibau, Josinaldo Marcos de Souza, “Naldinho” (PSD), anunciaram que este ano não haverá Carnaval com estrutura de trios elétricos e “arrastões” come bandas de renome nas respectivas cidades.

No caso de Areia Branca e Grossos não haverá os tradicionais “arrastões” da praia para a cidade, conforme decisão anunciada na manhã desta segunda-feira, 17, pelos prefeitos Luana Bruno e “Mauricinho”, durante reunião no gabinete da chefe do Executivo areia-branquense.

Nesta terça-feira, 18, as assessorias jurídicas das prefeituras de Areia Branca e Grossos estarão expedindo um comunicado oficial e na quinta-feira, 20, os prefeitos vão ao rádio prestar esclarecimentos sobre a recomendação da Justiça para que se abstenham de gastar recursos públicos em eventos de cunho festivo., em especial o Carnaval.

Mas a prefeita Luana Bruno deixa claro que a tradição momesca em Areia Branca será mantida, assegurando uma ajuda financeira às escolas de samba, que desfilam no domingo de Carnaval, aos blocos de rua e “bicharadas”, assim como dará apoio ao bloco “A Soma Dá Mais de 300”, que animará a cidade na segunda-feira de Carnaval.

O mesmo procedimento será adotado pelo prefeito de Grossos, “Mauricinho”, que confirmou o apoio financeiro ao Carnaval cultural da cidade, onde mais de 20 blocos de rua estão cadastrados e receberão incentivo da atual gestão.

Areia Branca, Grossos e Tibau estão entre os 161 municípios do Estado que se encontram em situação de emergência por causa da seca. Diante do quadro, incompatível com gastos públicos para a realização de festas, o Procurador Geral do Ministério Público junto ao Tribunal de Contas, Luciano Silva Costa Ramos, recomenda aos prefeitos desses municípios que se abstenham de aplicar recursos públicos para a realização do Carnaval 2014.

A intenção da instituição é que o município priorize obras e serviços permanentes, urgentes ou prioritários para os cidadãos.

Participaram da reunião na manhã de hoje, em Areia Branca, além dos prefeitos Luana Bruno e “Mauricnho”, o Procurador do Município de Areia Branca, advogado Cid Neto; secretário de Saúde de Areia Branca, José Bruno Filho; gerentes Viviane Araújo (Turismo), Francisco Melo (Everntos) e Daniele Marçal (Turismo/Grossos), além de assessores de imprensa das duas prefeituras representadas no encontro.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *