Agente de Desenvolvimento de Areia Branca participa de encontro dos municípios

Edivanda Pereira no evento, com o presidente do Sebrae Nacional, Luiz Barretto

A Agente de Desenvolvimento Maria Edivanda Pereira, da Prefeitura de Areia Branca, está em Brasília (DF) participando do I Encontro dos Municípios com Desenvolvimento Sustentável, com a temática “Pequenos negócios, qualidade ambiental urbana e erradicação da miséria”.

A programação do encontro foi aberta ontem, 27, e vai até amanhã, 29, período em que acontece também o I Encontro Nacional de Agentes de Desenvolvimento, no qual Edivanda Pereira recebeu a sua certificação.

Segundo ela, está sendo um grande evento, com informações valiosas que trará para o município de Areia Branca.

Na abertura do encontro, realizado pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP), na capital federal, foi exibida uma mensagem da presidente Dilma Rousseff, na qual ela enfatiza que “o Governo Federal vai fortalecer a parceria com os municípios”.

Dilma, que está em viagem oficial à Índia, destacou que a atuação conjunta é fundamental para enfrentar temas como a erradicação da miséria, a inclusão produtiva e o desenvolvimento sustentável. “O Brasil Sem Miséria só poderá cumprir suas metas se contar com o apoio das prefeitas e prefeitos”, disse na mensagem dirigida aos participantes do encontro.

Agente de Desenvolvimento

Com relação à função de Agente de Desenvolvimento, que Edivanda Pereira acaba de receber a sua certificação, tem suas funções determinadas pela Lei Complementar nº 128/2008 e tem como objetivo auxiliar no processo de implementação e continuidade dos programas e projetos contidos na Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas. Entretanto, o papel do agente e sua influência positiva no município vão muito além das atividades relacionadas à Lei Geral. Edivanda com participantes do encontro, durante pausa na programação

A expectativa é que o agente desempenhe um papel de coordenação e continuidade das atividades para o desenvolvimento sustentável, juntamente com o poder público municipal e lideranças do setor privado local.

O processo de municipalização da Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas depende fundamentalmente do trabalho desses atores, que trabalham alinhados com as diretrizes do Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *