“A cepa Delta não vai dominar o Brasil”, afirma o deputado Albert Dickson

Albert Dickson destacou também a eficácia de cada vacina em relação à variante Delta (Foto: João Gilberto)

Atento às variantes do coronavírus, o deputado Albert Dickson (PROS) disse, durante pronunciamento na Assembleia Legislativa nesta quarta-feira, 11, que tem uma boa notícia para o Brasil. Segundo o parlamentar, a cepa Delta não vai dominar o país.

“A Delta não vai dominar o Brasil por causa da Cepa P1 que gerou imunidade aos brasileiros e faz com que a Delta não evolua”, explicou Albert Dickson dizendo ainda que a variante Gama P1 vai permanecer devido à competição biológica.

Ainda de acordo com o deputado, a variante Delta também não se espalha por causa do bloqueador biológico da vacina que já atingiu 22% da população brasileira com a aplicação da segunda dose e 53% com a D1 (primeira dose).

Albert Dickson destacou também a eficácia de cada vacina em relação à variante Delta. “A vacina Pfizer tem eficácia superior e chega a 88% com a aplicação da segunda dose, a AstraZeneca chega a 60% e a Janssen alcança 71% de eficácia”, explicou o parlamentar completando que não há um dado oficial em relação à CoronaVac.

A outra notícia destacada por Albert é que em um mês a ocupação das UTIs pode ser zerada, principalmente quando a D1 atingir 70% da população. “Essa ocupação já foi reduzida em 80%”, finalizou.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *