TRF-2 julga improcedente pedido de condenação de Bolsonaro por racismo

Flávio Bolsonaro comemorou vitória do pai, Jair Bolsonaro, na Justiça (Foto: Reprodução)

O Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) julgou improcedente o pedido de condenação do candidato à presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) pelo crime de racismo. O presidenciável foi processado a pedido do Ministério Público Federal (MPF) depois de declarações consideradas racistas sobre a população negra e quilombola, em evento no Clube Hebraica no Rio de Janeiro, em abril deste ano.

O desembargador Marcelo Pereira da Silva, relator do processo no TRF-2, julgou improcedente o pedido condenatório. “Acordam os membros da 8ª Turma Especializada do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, por unanimidade, em prover o recurso do réu, julgando prejudicados os recursos do MPF e da Fundação Cultural Palmares, na forma do voto do Relator”, escreveu o desembargador em acórdão formalizado em 5 de setembro e publicado na última sexta-feira (21). Segundo a assessoria do TRF-2, ainda cabe recurso em outras instâncias.

O filho do presidenciável, o deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSL), comemorou a decisão no Twitter. “VITÓRIA! Acaba de ser julgado IMPROCEDENTE o pedido do MPF para condenar Bolsonaro por racismo (sobre quilombolas na palestra da Hebraica). As mentiras vão caindo, uma a uma!”, escreveu Flávio, candidato a uma vaga no Senado. (Com informações Congresso em Foco).

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *