Golfinho de 2 metros é encontrado morto na praia de Tabatinga; Projeto Cetáceos foi acionado

 
Golfinho foi encontrado morto na praia de Tabatinga na tarde desta quinta-feira (Foto: Projeto Cetáceos/Uern)

Um golfinho de 2,02 metros de comprimento foi encontrado morto na tarde desta quinta-feira, 16, na praia de Tabatinga, no município de Nísia Floresta, litoral Sul potiguar. De acordo com o Projeto Cetáceos da Costa Branca, da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (Uern), ele é da espécie Golfinho-pintado-pantropical, que possui o nome científico de Stenella attenuata.

O animal era uma fêmea adulta e, segundo o Projeto Cetáceos, não tinha marcas de “interação antrópica”, ou seja, alguma ação humana que tenha ocasionado a morte, e nem alimentos no “trato gastrointestinal”. Os pesquisadores apontaram, no entanto, que o golfinho apresentava útero característico de pós-parto e colostros nas mamas.

Os pescadores da praia de Tabatinga contaram aos pesquisadores que um golfinho havia encalhado pela manhã na região e que foi devolvido ao mar. A equipe, no entanto, disse não ter como garantir que se trata do mesmo animal, já que não foi acionada pela manhã e as informações são escassas sobre ele.

Projeto Cetáceos foi acionado. Golfinho foi encontrado morto em Tabatinga (Foto: Projeto Cetáceos/Uern)

O Golfinho-pintado-pantropical vive em oceanos tropicais e temperados, podendo estar em grupos com milhares de indivíduos em águas mais profundas. Os adultos conseguem atingir comprimento máximo de 2,57 m e a alimentação deles consiste principalmente em lulas, crustáceos e peixes. Segundo a União Internacional para a Conservação da Natureza, a espécie não tem grandes chances de extinção, mas é necessário investir em esforços para que ela continue fora de ameaça. (Com informações G1 RN).

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *