Escolas municipais de Areia Branca trabalham educação ambiental por meio de hortas escolares

Professor do IFRN, Julimar França, coordena o projeto

A humanidade vive uma grave crise socioambiental provocada pela relação desarmoniosa entre homem e natureza e pelo modelo econômico vigente que vem esgotando os recursos naturais do planeta. Assim, a educação ambiental surge nas escolas como o instrumento mais eficaz para superação dos dilemas ambientais do século XXI.

Somente a consolidação de novos valores e de uma ética ambiental possibilitará a construção de uma sociedade sustentável que seja solidária com as novas gerações e respeite os limites dos ecossistemas planetários.

Diante disso, o Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), Campus Mossoró, vem trabalhando em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de Areia Branca, o Projeto de Extensão, Escola Sustentável: Construindo a sustentabilidade e educando para cidadania ambiental.

O projeto que é coordenado pelo educador ambiental e professor do IFRN, Julimar França, construiu recentemente nas escolas municipais Vingt Rosado e Aluízio Alves, hortas escolares de plantas medicinais.

As hortas são laboratórios vivos que colocam os alunos em contato com a natureza e permitem a construção de um processo de ensino-aprendizagem baseado numa práxis, capaz de sensibilizar os educandos e formar criticamente cidadãos ambientais. Além disso, o conhecimento sobre a utilização e propriedades das plantas medicinais permitem o resgate do saber popular e a reflexão crítica sobre a indústria farmacêutica e a medicina tradicional.

A aguação das hortas acontece por meio do aproveitamento da água dos bebedouros e ar-condicionados. Nas duas escolas, as hortas têm se transformado em mais um espaço de aprendizagem contextualizada e significativa contribuindo para sustentabilidade do ambiente escolar.

Fotos: Cedidas/Julimar França

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *