Carnaval 2018: Independente Tricolor estreia no Grupo Especial em SP com filmes de terror e problemas

Zé do Caixão é homenageado no carro abre alas da Independente Tricolor (Foto: Ardilhes Moreira/G1)

A Independente Tricolor fez sua estreia no Grupo Especial de São Paulo na sexta-feira, 9. A escola abriu o carnaval no Anhembi contando a história dos filmes de terror.

O carro abre-alas, com homenagem ao cineasta Zé do Caixão, teve seu eixo quebrado. Foi rebocado durante todo o desfile e fará a escola perder 1,2 ponto.

Sheila Mello, ex-dançarina do É o tchan, pela primeira vez foi madrinha de bateria e teve que remendar a costura de sua fantasia.

A escola desfilou desfalcada de Helena Soares, rainha de bateria, internada com um problema no coração.

Mesmo com dificuldades com carro e rainha, a vice-campeã do Grupo de Acesso no ano passado não estourou o tempo e fez um desfile criativo.

Sheila Mello brilha em frente à bateria da Independente (Foto: Manuela Scarpa/Brazil News)

As baianas representam noivas do drácula, a ala das crianças trouxe a garotada de Chucky, do filme “Brinquedo Assassino”, e sobraram zumbis, mortos-vivos, caveiras, bruxas e vampiros.

A escola criada a partir da torcida uniformizada do São Paulo desfilou com 2.600 componentes divididos em 25 alas.

Dentre os carros, o que mais chamou atenção foi o quarto, chamado “Navio Fantasma – Um mar de caveiras”. Ele andou pela avenida dando a impressão de que estava flutuando. (Com informações G1).

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *