Bolsonaro não pediu para ler o Enem 2019, diz presidente do Inep

Elmer Coelho Vicenzi fala em Comissão da Educação da Câmara nesta terça (Foto: Reprodução/TV Câmara)

O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Elmer Coelho Vicenzi, afirmou nesta terça-feira, 14, que nenhuma autoridade superior, seja o ministro da Educação ou o presidente Jair Bolsonaro (PSL), pediu para ler o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2019. Ele deu a declaração na Comissão de Educação da Câmara dos Deputados.

“Não foi [feito] pedido ao Inep, de nenhuma autoridade superior – ministro da Educação ou presidente – para ler a prova”, afirmou Vicenzi, presidente do Inep.

Vicenzi também afirmou que:

– nenhuma questão ou tema foram vetados

– o cronograma será mantido

– falta parecer da AGU para contratação da nova gráfica

– fará “obediência normativa” a pedidos de Jair Bolsonaro

Nenhuma questão ou tema vetados

Vicenzi afirmou que nenhum item foi retirado do Banco Nacional de Itens (BNI), a base de questões que é usada para compor o Enem.

“Não existe qualquer normativo de corte de temas. Não existe. Existe alguma limitação para grupos minoritários? Não, não existe, pelo contrário. O Inep até assinou um termo de ajuste de conduta com o próprio Ministério Público para incluir estes temas. Então, eles vão ser observados”, afirmou.

O presidente do Inep garantiu que a prova do Enem será aplicada nos dias 3 e 10 de novembro, dois domingos consecutivos, conforme previsto.

Sobre a comissão de leitura da prova, Vicenzi disse que essa foi “mais uma comissão” entre muitas que participam da elaboração da prova.

“[Quero] Deixar os estudantes muito tranquilos: nenhum item foi retirado da base nacional de itens. Nenhum. Até porque, quando o processo é todo construído e ele entra [na base], aquele item passa a ser um bem público”, garantiu Vicenzi. (Com informações G1).

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *