Bolsonaro: “não dê munição ao canalha, que momentaneamente está livre”

Presidente Jair Bolsonaro (Foto: Ed Alves/CB/D.A Press)

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), se manifestou pela primeira vez, neste sábado, 9, sobre a saída do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) da prisão após a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). O petista passou 580 dias encarcerado na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba (PR).

“Amantes da liberdade e do bem, somos a maioria. Não podemos cometer erros. Sem um norte e um comando, mesmo a melhor tropa, se torna num bando que atira para todos os lados, inclusive nos amigos. Não dê munição ao canalha, que momentaneamente está livre, mas carregado de culpa”, escreveu Bolsonaro no Twitter.

Bolsonaro também postou um vídeo em que exaltou o trabalho do ministro da Justiça, Sérgio Moro, quando este ainda era juiz. “Ele estava cumprindo com a sua missão. Se essa missão não fosse bem cumprida, eu também não estaria aqui. Parte do que acontece na política do Brasil, devemos a Sérgio Moro. Se formos comparar com uma corrente, talvez o elo mais forte dessa corrente”, disse. (Com informações O Dia e Correio Braziliense).

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *