Associação Rotativa trabalha a retomada da coleta seletiva e fabricação e venda de produtos ecológicos

João Batista, dirigente da Rotativa, está otimista quanto ao soerguimento da associação (Foto: Luciano Oliveira)

A Associação dos Amigos, Protetores e Simpatizantes Ambientais de Areia Branca (Associação Rotativa) está intensificando suas atividades, tendo como meta principal no período, a retomada da coleta seletiva no município.

Foi o que disse o presidente da Rotativa, João Batista da Silva, durante entrevista no programa “Jornal da Costa Branca”, na Rádio Costa Branca (FM 104,3) na quarta-feira, 17.

Segundo João Batista, com o apoio da Prefeitura de Areia Branca a Rotativa está se reestruturado e buscando parcerias para desenvolver ações imprescindíveis para a sua manutenção, como é o caso da coleta seletiva e a fabricação e vendas de produtos ecológicos.

João Batista foi entrevistado por Ruy Maurício, Dr. Jessé Rebouças e Jailton Rodrigues (Foto: Luciano Oliveira)

O presidente da associação adiantou que na Rotativa já está sendo fabricada vassoura utilizando garrafas pet como matéria-prima e o próximo passo será a fabricação de sabão industrial líquido.

Para a realização desse curso, a Rotativa conta com a parceria da Gerência de Emprego e Renda, local das inscrições para os interessados em participar da capacitação. Rotativa serviu de modelo para outras cidades

Areia Branca passou a ter coleta seletiva graças à política pública de preservação do meio ambiente consolidada em 1999, na gestão do então prefeito José Bruno Filho. O programa implantado transformou os antigos carroceiros da cidade em coletores ambientais, com salários pagos pela prefeitura. A repercussão da iniciativa foi tamanha que serviu de modelo para outras cidades potiguares.

Com o sucesso da coleta seletiva implantada pela prefeitura, em 2004 surgiu a Associação Rotativa, entidade sem fins lucrativos que passou a realizar a coleta, seleção e venda de materiais recicláveis na cidade.

No auge da coleta seletiva a associação ganhou sede própria no bairro São João (Foto: Reprodução)

Ao longo do período que funcionou regularmente, toneladas de materiais recicláveis recolhidos eram vendidos e o lucro obtido revertido para a manutenção da associação e para os coletores ambientais.

A coleta seletiva em Areia Branca foi paralisada após incêndio de um galpão de trabalho da Rotativa no dia 2 de setembro de 2016, que funcionava no acesso à praia de Upanema.

Quem quiser saber mais sobre a Rotativa, inclusive a respeito do curso de fabricação de sabão ecológico, pode falar diretamente com João Batista, dirigente da associação, pelo celular (84) 99872-7804.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *