Vereadora do RN defende prisão perpétua e trabalho forçado para presidiários

Vereadora defende a justiça restaurativa como a mais eficaz  (Foto: Reprodução)

Ex-agente do Sistema Penitenciário do Rio Grande do Norte, casada com um delegado de Polícia Civil, servidora do Poder Judiciário, a advogada e contabilista Clorisa Linhares (PSDC), que exerce atualmente um mandato de vereadora no município de Grossos (RN), defende a implantação do trabalho forçado para presidiários inseridos na Justiça Restaurativa, como forma de recuperação de apenados. Ela também defende a prisão perpétua, mas apenas para os presos com problemas psiquiátricos.

Tendo atuado 5 anos como agente em presídios e estudiosa do tema Segurança Pública, com pós-graduação no setor, Clorisa Linhares, tida como pré-candidata nas eleições de 2018 ao Governo do Estado, atribui parte da falência do sistema prisional ao uso do sistema de justiça meramente punitiva. Ela defende a justiça restaurativa como a mais eficaz. Para tanto, aposta na implantação, sobretudo nas escolas, na primeira infância, mas também em hospitais e clínicas médicas, assim como nos presídios e em outros segmentos sociais, do método da Psicomotricidade Relacional, ainda pouco difundido no País. “A Psicomotricidade Relacional foi criada por André Lapierre, educador francês, na década de setenta. É uma prática educativa, de valor preventivo e terapêutico, que permite crianças, adolescentes e adultos expressarem seus conflitos relacionais, superando-os através do brincar, do jogo simbólico. A finalidade da Psicomotricidade Relacional é a de atuar sobre os fatores psico-afetivos relacionais adquiridos na infância. Esses fatores estão diretamente vinculados a dificuldades de adaptação no cotidiano e no convívio social. Esta prática propicia a descoberta dos meios que facilitam o desenvolvimento global do ser”, completa.

Clorisa Linhares defende um novo modelo para a segurança pública (Foto: Reprodução)

Como pré-candidata ao governo do RN, Clorisa pretende implantar a Psicomotricidade Relacional nas esferas essenciais do Estado, como Educação, Saúde e Segurança Pública. “Acredito que o mundo, o Brasil e o Rio Grande do Norte passam por profundas transformações. É com base nessas transformações que pautamos nossa conduta pública, nos colocando como agentes de transformação para um mundo melhor, através da melhoria do ser humano”, afirmou Clorisa.

Fonte: Agora RN 

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *