Toninho Cunha é homenageado pelos filhos pela passagem do seu aniversário

Artur, “Netinho Cunha” e Marcos Filho com o pai “Toninho Cunha” (Foto: Cedida/Arquivo pessoal)

Nesta quinta-feira, 10, o calendário da vida sinaliza mais uma etapa vivida pelo ex-secretário de Obras dos municípios de Areia Branca e Tibau, Antônio Marcos de Souza, mais conhecido por “Toninho Cunha”. Filho do comerciante do ramo da pesca, Francisco José de Souza, “Chico Cunha”, o aniversariante deste dia é pai do vereador Francisco José de Souza Neto, “Netinho Cunha” (PP), e irmão do deputado estadual Manoel Cunha Neto, “Souza” (PHS).

Em alusão ao natalício de Toninho Cunha, seus filhos Marcos Filho, Artur e “Netinho Cunha” expressaram o que sentem pelo patriarca da família, no texto abaixo.

19/03/2007, 14/09/1999 e 28/03/1994

Começar com essas datas é lhe trazer um milhão de memórias, não é? Mas tem um tempo de nossa vida, quando somos recém-nascidos, do qual não conseguimos nos lembrar. Pensar em épocas antigas é pensar em como era tudo ao nosso redor quando nascemos. Nós podemos imaginar a expressão da felicidade nos rostos de vocês, pai e mãe. Nós temos que crescer e crescemos. Mas uma coisa não tinha mudado, era o mesmo carinho de antes.

Pai, nós nos lembramos das vezes que nos balançou na rede para poder nos colocar para dormir, do barulho que o armador da rede fazia e das músicas que o senhor cantava. “Das muitas coisas do meu tempo de criança, guardo vivo na lembrança o aconchego do meu lar”. “Os caminhos de nosso Senhor, só quem ama percorreu, só quem sonha conheceu, são caminhos cheios de amor”. A gente não esquece de todas as manhãs em que acordava cedo, para nos levar para comer o pastel em Ritinha, para esperar o carro para ir pra Mossoró ou para nos levar até o colégio. Nos momentos mais difíceis, quando a vida nos pede mais fé em Deus, a gente fecha os olhos e lembra desses momentos. Esse é o nosso suporte, a nossa base.

Nós crescemos ainda mais, pai. Quem diria que a gente fosse crescer tanto assim, né? E como é que nós três somos tão diferentes e ao mesmo tempo tão iguais? A gente quer ter um pouco de uma outra coisa que não muda no senhor, a sua paciência. Em cada parte de nós há uma parte do senhor.

Toninho com o pai Chico Cunha e o irmão, deputado Souza (Foto: Reprodução)

Acreditamos em Deus como a nossa maior força e vemos em nossa família uma felicidade abençoada por ele. Obrigado por colocar a nossa família como uma virtude divina a cada dia. O amor de vocês e entre vocês, pai e mãe, é uma força que preenche todos nós.

“Tu, Senhor, guardarás em perfeita paz aquele cujo propósito está firme, porque em ti confia. Isaías 26:3.”. Deus sabe de todas as nossas lutas e nós pedimos diariamente a Ele que abençoe muito a nossa família, nos dando paz, saúde e felicidade. Nós te amamos, pai, com a certeza de não saber o que é o amor, apenas saber o que é amar. Mas se houver definição, é o que nós sentimos pelo senhor. Obrigado por nos ensinar a viver. Feliz aniversário, pai!

Marcos Filho, Artur e Netinho.

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *