Souza defende atendimento de pleitos dos professores da Uern por parte do Executivo estadual

Souza volta a se pronunciar em defesa da Uern

O deputado estadual Manoel Cunha Neto, “Souza” (PHS), voltou a falar sobre a importância de o Governo do Estado priorizar os pleitos dos professores da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) no plenário da Assembleia Legislativa, na sessão ordinária desta quarta-feira, 22. Para ele, a abertura de diálogo por parte do Executivo é o caminho para a greve dos docentes ser encerrada.

“Tenho defendido a existência e não apenas a subsistência da Uern, buscando intermediar diálogo e destinando emendas para a instituição, mas apelo para a valorização do conhecimento por parte do Governo do Estado. Havendo esse reconhecimento, estou certo de que o Executivo não pensará duas vezes antes de se dispor a atender os pleitos dos professores”, disse o parlamentar.

Souza lembrou que, no Paraná, há sete universidades estaduais, e que vizinhos como o Ceará, por exemplo, tem duas delas. Ele comparou, ainda, os investimentos dos governos potiguar e paraibano nas suas instituições, tendo o Governo da Paraíba investido R$ 40 milhões a mais no ano passado. O deputado também destacou feitos acadêmicos da Uern, como a defesa de teses e o registro de patentes, para demonstrar a sua relevância para o Estado.

Em aparte ao pronunciamento de Souza, o deputado estadual Nelter Queiroz (PMDB) afirmou que o Governo do Estado deve conter despesas, mas não utilizando a Uern para isso. Ele defendeu a análise, por parte do Executivo, dos custos de manutenção do estádio Arena das Dunas e da Companhia Potiguar de Gás (Potigás), como forma de aliviar as contas do Governo. Ele acredita que esses cortes são possíveis, já os que envolvem servidores não.

Crise

Também em aparte a Souza, o deputado estadual Dison Lisboa (PSD) destacou que a crise local não pode ser vista de maneira individualizada, mas sim considerando o todo. Ele afirmou que está elaborando estudo detalhado sobre remunerações de servidores, para entender disparidades como o fato de a mesma função ser remunerada quase que 100% a mais que em estados como o de São Paulo. O estudo será divulgado em breve pelo parlamentar.

Sobre a responsabilização da Uern pela crise enfrentada pelo Estado, o deputado Souza sugeriu que fosse realizada uma auditoria na instituição. De acordo com o parlamentar, essa seria uma maneira eficaz de o Governo do Estado visualizar os números reais da Universidade, ao invés de utilizar dados errôneos e evasivos em argumentações sobre cortes no seu orçamento.

Fotos: Eduardo Maia/ALRN

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *