Dison Lisboa nega decisão judicial determinando sua prisão, conforme rumores que circularam nesta terça

Dison Lisboa emitiu nota de esclarecimento (Foto: Eduardo Maia/ALRN)
Dison Lisboa emitiu nota de esclarecimento (Foto: Eduardo Maia/ALRN)

O deputado estadual Dison Lisboa (PSD) lançou uma nota na qual se diz “surpreso com as interpretações jurídicas publicadas no dia de hoje, esclareço que não há nenhum risco de prisão ou mesmo decisão judicial que tenha determinado prisão imediata como começou a ser divulgado agora pela manhã. O que há é uma discussão ainda em andamento no Superior Tribunal de Justiça sobre a utilização de recursos arrecadados na feira livre de Goianinha, nos anos de 2001 e 2002, para manutenção do próprio projeto, bem como ajuda social a pessoas carentes”.

“A aplicação destes recursos, conforme o parlamentar, “já foi comprovada e mesmo assim eles foram repostos aos cofres públicos de forma voluntária, motivo pelo qual acredito na reforma da sentença, seja no Superior Tribunal de Justiça ou, depois, pelo Supremo Tribunal Federal”.

Segue a nota oficial divulgada pelo parlamentar: “outra interpretação que precisa ser esclarecida é que o habeas corpus em tramitação no Supremo Tribunal Federal ainda não teve seu mérito julgado por aquela Corte e sequer ainda pautado. Ele discute no seu mérito se o ressarcimento voluntário das taxas arrecadadas na feira livre serve para trancamento da ação penal”.

“Lembro ainda que fui inocentado na mesma ação, só que na esfera cível, cujo processo já foi extinto”, acrescenta.

“Acredito que, esclarecidos os fatos, colaboro, de forma transparente, com a informação verdadeira sobre este caso”, conclui a nota.

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *