Cordão do Bola Preta comemora centenário levando mais de 1 milhão de pessoas às ruas do Rio

Tradicional bloco levou multidão às ruas do Rio

O Centro do Rio de Janeiro foi tomado neste sábado, 10, pela multidão. O Cordão da Bola Preta, o maior e mais antigo bloco da cidade, completa os seus 100 anos de história. Desde bem cedo, os foliões já vinham chegando para acompanhar o momento marcante. Mas foi pouco após as 10h da manhã que o presidente do bloco, Pedro Ernesto, anunciou o início do desfile, e os cinco carros de som entraram em movimento na Rua Primeiro de Março. Os organizadores esperavam 1,5 milhões de pessoas. cortejo teve início com um “parabéns pra você!”, seguido de “Cidade Maravilhosa”, samba que é conhecido como um hino popular do Rio de Janeiro. Já bastante animados, foliões fiéis ao bloco ficaram ainda mais agitados ao início da terceira canção: a “Marcha do Cordão da Bola Preta”, composta por Nelson Barbosa e Vicente Paiva e considerada o hino do bloco. “Quem não chora não mama, segura meu bem a chupeta. Lugar quente é na cama ou então no Bola Preta”, diz o refrão.

História

O Cordão da Bola Preta foi fundado em 1918 e é o último representante remanescente dos antigos cordões carnavalescos que existiam no Rio de Janeiro, no início do século 20. O bloco atravessou os seus 100 anos trazendo uma história de resistência. Já na sua estreia, em uma época de repressão ao Carnaval, autoridades policiais chegaram a tentar impedir o desfile.

O Cordão da Bola Preta também sobreviveu a uma época de escassez de blocos de rua. “Na década de 90, havia pouquíssimos blocos e o Bola Preta era praticamente o único que desfilava no centro do Rio de Janeiro. É difícil chegar a 100 anos. Nós chegamos. Passamos alguns momentos de muita dificuldade, mas em nenhum momento nos curvamos”, lembra o presidente.

Outros blocos

Neste sábado, também se apresentam outros blocos tradicionais da cidade como o Céu da Terra, o Carioca da Gema, a Banda da Sá Ferreira e a Banda de Ipanema, entre outros. Nascido em 1964, a Banda de Ipanema desfilou pela primeira vez em um sábado de Carnaval em 1965. O bloco desfila no bairro que dá o seu nome, na Zona Sul da cidade. (Com informações Agência Brasil).

Fotos: Jornal do Brasil 

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *