Agentes penitenciários do RN paralisam atividades cobrando pagamento de diferença remuneratória

Categoria cruzou os braços, literalmente (Foto: Marksuel Figueredo/Inter TV Cabugi)

Os agentes penitenciários do Rio Grande do Norte entraram em greve na manhã desta quarta-feria, 13. A categoria cobra do governo o envio de um Projeto de Lei à Assembleia Legislativa que garanta a diferença remuneratória dos níveis, que já estão implantados nos contra-cheques, mas que na prática não funcionam. O Grupo de Escolta Penal, que é responsável por levar presos para audiências, julgamentos, transferências entre unidades e até para atendimentos médicos em hospitais, cruzou os braços.

Apesar da greve, a presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Rio Grande do Norte (Sindasp-RN), Vilma Batista, disse que não haverá redução de efetivo para não comprometer a segurança dentro dos presídios. O RN hoje conta com 904 agentes para uma população de quase 9 mil detentos. (Com informações do G1 RN).

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *